Unha encravada

Conhecida popularmente como unha encravada, a onicocriptose é uma inflamação que ocorre quando a lateral do dedo é ferida pela unha. Ela acontece porque a pele forma uma barreira para o crescimento, mas ela continua a crescer e perfura a camada da epiderme e da derme. A doença normalmente atinge o dedão do pé e provoca inchaço, dor, rubor e formação de pus. Raramente o fenômeno atinge as mãos.

 

Causas

As causas para o encravamento da unha passam por corte errado ‒ os arredondados podem entrar nas bordas laterais e devem ser evitados ‒, calçado apertado ou inadequado para determinadas atividades, má higiene nos pés ‒ sempre mantê-los secos ‒, traumas como batidas ou queda de objetos pesados, até variações anatômicas da unha.

 

Tipos

Existem dois tipos de unha encravada:

  • Unilateral: quando apenas um canto da unha está perfurando a pele e causando a inflamação;
  • Bilateral: quando ambos os lados da unha estão inflamados.

Eles podem se desenvolver em três graus diferentes:

  • Grau 1: apenas dor;
  • Grau 2: além da dor, há inchaço e vermelhidão na borda da unha;
  • Grau 3: o inchaço aumenta com sinais de infecções secundárias, por vezes com a presença de pus e/ou sangue.

Existem alguns grupos de pessoas que têm maior risco de adquirir unha encravada. Esse fenômeno é mais comum em adultos e adolescentes, na faixa de 20 a 30 anos, e em idosos acima de 60. Pessoas com imunidade baixa, problemas de circulação ou diabéticos têm mais risco de pegar infecção, por isso devem procurar ajuda profissional com frequência.

 

Tratamento

Casos mais graves de unha encravada podem ser tratados com  cirurgia, que consiste em  limpeza local, anestesia infiltrativa e remoção parcial da área afetada. Se o quadro for inicial, é possível tratar sem intervenção cirúrgica, apenas com alguns cuidados simples.

  • Mergulhar o pé em água morna para aliviar a dor. Duas colheres de sopa de sulfato de magnésio ajudam na cicatrização;
  • Massagear suavemente a zona afetada. O paciente pode utilizar um óleo, de oliva, amêndoas ou melaleuca, por exemplo, que tem propriedades antibióticas;
  • Elevar a unha que está encravada com uma pinça ou fio dental e colocar um pedaço de algodão ou gaze para mantê-la suspensa.

Vale lembrar que há casos que a inflamação no local pode não ser unha encravada, portanto, independente do grau, é necessário procurar um especialista.

Entre em contato

    Espaço Sullege Suzuki | 2018. © Todos os direitos resevados
    Desenvolvido por Link9 & MedConsulting