Melasma durante a gestação

 Publicado por: Sullege Suzuki

O melasma, ou cloasma gravídico é uma condição de pele que se caracteriza pela formação de manchas escuras na testa, bochechas, nariz, região logo acima dos lábios e o colo, que pode simplesmente aparecer ou se agravar com a gravidez. Os hormônios responsáveis por esse período e pelo desenvolvimento do bebê geram sinais indesejáveis na pele.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o melasma é uma alteração benigna que não oferece risco de complicações para a saúde, mas envolve aspectos psicológicos e sociais que influenciam na qualidade de vida das mulheres.

Os hormônios da gravidez continuam se proliferando mesmo após o parto, de quatro a seis meses, e as manchas também. Após esse período as marcas podem desaparecer gradualmente, mas alguns procedimentos estéticos podem auxiliar nesse processo.

É o caso dos peelings leves podem ser feitos, mas com muita cautela pelo profissional, pois há uma descamação da pele por conta das lixas e cristais aplicados. Unindo este procedimento com os agentes clareadores recomendados por um médico especializado é possível diminuir as marcas após a gestação. São recomendadas cinco sessões em média, com intervalo de no mínimo um mês.

Outra opção é o laser Q-switched Nd:YAG que emite pulsos em nano segundos que são capazes de determinar a melanina não agredindo a pele evitando irritações e possíveis inflamações. Dependendo do caso em até dez sessões as marcas podem ser removidas por completo, apresentando resultados duradouros e bastantes eficientes.

O melasma te incomoda? Entre em contato com os especialistas do Espaço Sullege e agende a sua consulta para tratar essa condição.

Agende sua consulta

    Espaço Sullege Suzuki | 2018. © Todos os direitos resevados
    Desenvolvido por Link9 & MedConsulting